Para driblar censura na web, hackers planejam lançar satélites amadores

Hackerspace Global Grid foi proposta em evento em Berlim.
Especialistas querem também colocar um astronauta na Lua.

 

Hackers estão se unindo para criar uma rede de comunicação amadora que envolveria satélites e estações terrestres e que teria, como último objetivo, colocar um astronauta amador na Lua. O projeto, chamado de Hackerspace Global Grid (HGG), é uma resposta às questões levantadas pelo especialista Nick Farr durante o evento CCCamp11, ocorrido em agosto na cidade de Berlim, Alemanha. A rede também poderia funcionar como uma alternativa à web tradicional.

Os envolvidos não são criminosos –eles usam o termo “hacker” com orgulho, como um rótulo para entusiastas do mundo da informática. No site oficial do projeto, eles dizem que “estão fazendo isso porque querem e porque é divertido”. A proposta foi lançada durante o evento 28C3, também ocorrido em Berlim, no dia 28 de dezembro.

Nick Farr afirmou que uma rede independente seria necessária porque a internet está sofrendo cada vez mais censura. A tentativa mais recente, citada por ele, é o Stop Online Piracy Act (SOPA), uma lei norte-americana que quer reduzir a pirataria na internet. A lei permitiria a retirada de sites do ar, mesmo que sites em domínios internacionais como “.com” não estejam hospedados em solo norte-americano.

O grupo responsável pelo HGG afirma que ter uma internet livre de censura “é uma das possíveis metas” do projeto, mas que detalhes técnicos não podem ser revelados.Os slides da apresentação em PDF já estão disponíveis.

 

Em slide da apresentação, hackers mostram como poderia ser uma estação amadora (direita) em comparação com uma estação profissional (Foto: Reprodução/28C3)

Possibilidades
Amadores já colocaram satélites em órbita, mas a dificuldade está em rastrear esses satélites e deixá-los em um ponto fixo que permitirá a comunicação.

Por enquanto, o projeto ainda não chegou nessa fase. Segundo os responsáveis, o primeiro passo é permitir a comunicação confiável e estável de dados em alta frequência entre “estações terrestres” amadoras.

O passo seguinte seria enviar os satélites, que poderiam viabilizar conexões entre 10kbps a 10Mbps.

O projeto também está precisando de voluntários que queriam doar “poder de processamento” por meio do software Constellation, que permitiria construir um pequeno supercomputador para realizar os cálculos necessários à realização do Hackerspace Global Grid.

Anúncios

About Engenharia RMC

Canal da Região Metropolitana de Campinas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: